Falar com família ou amigos sobre o skin picking não é fácil. Chega o dia que a gente precisa botar o sofrimento pra fora. Aí a gente se enche de coragem, dá aquele enorme passo e a reação das pessoas próximas não é a que a gente esperava. Onde foi que a gente errou?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
1 – Não espere que todo mundo vá passar a mão na sua cabeça. Transtornos mentais não podem ser “vistos” então a maioria já tem enraizada a ideia de que é frescura, que é só parar. Experimente mostrar o caso de outra pessoa antes de se abrir, mostre fotos (sempre chocam), conte que você ficou sabendo de um tal de skin picking. Mostre que você tem informação e que o assunto interessa a você. No final conte que você se interessa porque você sofre com isso tb, e que precisa de ajuda. Talvez sensibilizar a pessoa antes melhore a aceitação para quando vc for abrir seu coração.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
2 – Quando se abrir, fale tudo, que é você quem provoca as lesões, sobre como você se sente em relação a isso. Vai doer um bocado nas primeiras vezes, vc vai chorar, e chore. Mas com a “prática” o assunto vai ficando comum e você vai conseguir ser cada vez menos emocional e mais racional.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀
3 – Esteja disposto a começar a fazer algo para mudar o seu quadro. Se escutarem você com carinho na primeira vez e perceberem que o tempo passa e você não faz nada pra mudar, talvez a reação das pessoas mude de “querer ajudar” para “evitar você”, porque sem dúvida você terá se tornado uma pessoa chata que só se lamenta. Se o seu pedido de ajuda for sincero e bem aproveitado, nunca faltará apoio, até de pessoas que não são tão próximas (eu peço ajuda até dos meus colegas de trabalho!).
⠀⠀⠀⠀⠀⠀
4 – Defina as regras. Diga que quer ajuda mas que não quer ser humilhado. Combine um sinal entre vocês: pode ser um “ei”, um toque no seu braço ou no seu pé por baixo da mesa. Mas com carinho e discrição. Diga que se vc se sentir exposto a “ajuda” pode provocar efeito contrário e você vai acabar se escoriando de novo.

5 – TENTE. E se não der certo com a 1ª pessoa, tente com a 2ª e 3ª. Não desista. Tem gente por aí disposta a ajudar.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *