Hoje ganhei uma nova marca, pra registrar a minha história. Queria compartilhá-la com você.

A vida inteira tive vontade de fazer tatuagem, mas sempre morri de medo de acabar deformando o desenho, porque certamente eu iria detonar a pele cutucando tudo durante o processo de cicatrização.

Completar 2 anos no controle do skin picking foi algo muito significativo pra mim. Aí que, olhando para a mancha onde um dia esteve a minha última ferida, senti vontade de registrar ali mesmo essa história.

Como símbolo, escolhi a Fênix, ave lendária da mitologia grega que morria, entrava em autocombustão e depois renascia das suas próprias cinzas.

A lesão na minha perna foi a maior que tive e cultivei por mais de um ano. Foi a última. A mais traumática. Foi a que mais me desafiou a provar que eu havia assumido o controle da compulsão. Foi a que, superada, me trouxe de volta à vida. Renasci com a morte dela.

Nova marca para uma velha história - OcupadaMente

Out/2019. A tattoo no lugar da mancha da última ferida.

Nova marca para uma velha história - OcupadaMente

Set/2017. Última ferida na perna, a qual deu origem à tattoo.


Por isso esse símbolo, para eu me lembrar, a cada vez que eu olhar, que a partir daquela mancha (que no máximo em mais um ano some), eu ganhei um novo significado para a minha vida. E mais: que não importa quantas vezes eu ainda possa morrer (recair), sempre vou poder renascer, porque eu simplesmente APRENDI O CAMINHO.

Como cada marca na pele que carrega uma história, essa vou carregar comigo pra sempre, mas para me lembrar de que eu sempre poderei me reinventar.

Obrigada à minha amiga @elisa_c_ferreira pelo carinho e incentivo, por estar lá pra segurar a minha mão se doesse muito e eu começasse a fazer fiasco. Rsss.

Obrigada ao artista @nahu.nah pela paciência com a estreante aqui, pelo interesse em saber um pouco sobre skin picking e pelo lindo trabalho que deixou na minha pele.

Aos amigos @pedronevees e @lfcarioni, que me aturam falando o dia inteiro e ainda me ajudam a controlar o skin picking, pelo apoio para trazer à luz o nosso site OcupadaMente.

Ao meu marido, @m.philipi pelo amor e companheirismo de todos os dias. Não é só a minha história que carrego nessa nova marca na minha pele. É a nossa. Te amo. Obrigada.

Categorias: Motivação

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *